Editado por Mário Melo Costa

CICLO HISTÓRIAS DO CINEMA – BERNARD EISENSCHITZ: O TRABALHO DO REALIZADOR - CINEMATECA PORTUGUESA

September 4, 2018

 

CICLO

HISTÓRIAS DO CINEMA – BERNARD EISENSCHITZ: O TRABALHO DO REALIZADOR

 

Inaugurada em setembro de 2011, a rubrica “Histórias do Cinema” obedeceu desde então, em regra, ao formato de uma série de cinco sessões-conferência sobre um realizador, seguidas da projeção de um dos seus filmes e de um debate. Em setembro, propomos um novo formato, com cinco conferências e projeções centrados à volta do trabalho de cinco realizadores. Na primeira parte, cada conferência é seguida da projeção de um filme documental sobre o trabalho específico de um realizador; na segunda parte, exibe-se o filme que foi o objeto de estudo no documentário apresentado. A escolha de Bernard Eisenschitz, o conferencista convidado, incidiu sobre Jean Vigo, Robert Bresson, Ingmar Bergman, Orson Welles e Charles Laughton. Os documentários programados têm formatos muito diferentes, podendo ser compostos apenas por planos não utilizados na montagem original, estruturados a partir de entrevistas ou assumindo a forma de um “making of”.
 
Bernard Eisenschitz
Bernard Eisenschitz é um dos críticos e historiadores do cinema mais conhecidos da sua geração. Ativo desde os anos sessenta, ligado à Cinemateca Francesa e aos Cahiers du Cinéma, é autor, entre outros, do clássico Roman Américain: Les Vies de Nicholas Ray (1990), de Fritz Lang au Travail (2002) e de obras sobre o cinema alemão, Robert Kramer, Ernst Lubitsch e MANHUNT, de Fritz Lang. Programou no Centro Pompidou o Ciclo “Gels et Dégels”, que propôs um outro percurso pelo cinema soviético (e foi retomado na Cinemateca Portuguesa), acompanhado de um catálogo. Também participou da edição francesa das obras completas de Sergei Eisenstein e coordenou o catálogo do Festival de Locarno dedicado a Frank Tashlin. Bernard Eisenschitz inaugurou a rubrica “Histórias do Cinema”, em setembro de 2011, com cinco sessões-conferências sobre Chaplin, voltando a esta rúbrica para falar de Carl Th. Dreyer (novembro de 2015) e Nicholas Ray (fevereiro de 2016). Regressa agora para inaugurar este novo formato das “Histórias do Cinema”.
 
sessões-conferência | apresentações de Bernard Eisenschitz em francês nas sessões dedicadas a Jean Vigo e Robert Bresson, e em inglês nas restantes.

INFORMAÇÃO SOBRE AS SESSÕES E VENDA ANTECIPADA DE BILHETES
 

Sessões-conferência (18h00)
Geral: € 5
Estudantes, Cartão Jovem, Maiores de 65 anos, Reformados e Pensionistas: € 3
Amigos da Cinemateca, Estudantes de Cinema, Desempregados: € 2,60
 
Sessões de longa-metragem (21h30)
Geral: € 3,20
Estudantes, Cartão Jovem, Maiores de 65 anos, Reformados e Pensionistas: € 2,15
Amigos da Cinemateca, Estudantes de Cinema, Desempregados: € 1,35
 
Passe 1 (5 sessões-conferência, 18 horas)
Geral: € 22
Estudantes, Cartão Jovem, Maiores de 65 anos, Reformados e Pensionistas: €15
Amigos da Cinemateca, Estudantes de Cinema, Desempregados: €10
 
Passe 2 (5 sessões-conferência + 5 sessões de longa-metragem, 18h00 + 21h30)
Geral: € 38
Estudantes, Cartão Jovem, Maiores de 65 anos, Reformados e Pensionistas: € 20
Amigos da Cinemateca, Estudantes de Cinema, Desempregados: € 15

 

Please reload

Segue-nos
  • Facebook Social Icon
Notícias Recentes
Please reload