Editado por Mário Melo Costa

Tabela de cachet Operador de Câmara

May 12, 2019

 

Os operadores de câmara e steadicam acabam de publicar a tabela de referência para o exercício do seu trabalho que podem consultar em conjunto com outras do departamento de imagem e de outros setores no Cineguia Portugal em https://www.cineguiaportugal.pt/?tabelas

 

 

TABELAS DE REFERÊNCIA PARA OPERADORES DE CÂMARA - 2019

 

Publicidade

Vencimento Normal €630

Hora extra A1 (da 11a à 20a hora) €141

Hora extra A2 (a partir da 21a hora) €230

Hora de Recuperação €230

Dia de Viagem €345

Dia de Repérage €345

 

Longas Metragens Nacionais e Séries de Tv Nacionais

Semana Longa Metragens €1575

Horas €52

Diária €525

 

Semana Séries de Tv

€1000

Diária €330

Horas €33

 

 

CONDIÇÕES GERAIS DE TRABALHO - 2019

Horário

9 horas de trabalho + 1 hora de refeição. Por horário de trabalho entende-se o início do dia de trabalho de acordo com a Folha de Serviço e o término do trabalho do Operador inclusive arrumação do equipamento, para todos os trabalho realizados em Lisboa. Para trabalhos realizados fora de Lisboa acresce o tempo de deslocação definido pela produtora.

 

Horas Extra

Serão cobradas horas extras A1 depois da 10a hora de rodagem. Após a 20a são cobradas horas extras A2.

Horas de Recuperação

São consideradas horas de recuperação aquelas que não existam no intervalo de 10 horas entre dois dias consecutivos de trabalho. As horas de recuperação correspondem àquelas que faltam para completar as ditas 10 horas do período de descanso.

 

Hora de Refeição e Horário Contínuo

A hora da primeira refeição deve ocorrer no máximo até à 7a hora depois da convocação. Se tal não acontecer é considerado horário contínuo e da 8a hora em diante são consideradas como horas extras. Se não se verificar a normal pausa de 1h por refeição, será cobrada uma hora extra por pausa não gozada, adicionada no final do horário de trabalho.

 

Segunda Refeição

A partir das oito horas da noite (20:00) ou após a 7o hora da última refeição, deve ser feita uma pausa normal de 1 hora. Se não se verificar a pausa de 1h, será cobrada uma hora extra por pausa não gozada, adicionada no final do horário de trabalho.

 

Preparação de Material

O dia de preparação deve contemplar, sempre que necessário, tempo para o Operador efectuar os testes que considere pertinentes.

 

Deslocações e Estadias

Os dias de viagem são pagos ao valor definido na tabela até 5h de deslocação, mais de 5h é cobrado um dia completo de salário. A estadia é da responsabilidade da produtora, com alojamento em quartos individuais e pagamento de ajudas de custo.

 

Adiamentos / Cancelamentos

Caso o trabalho seja desmarcado a menos de 48 horas do início previsto, deve ser pago 50% do valor do salário diário.
O prazo mínimo para cancelamento na ficção é de uma semana. Se o trabalho for desmarcado a menos de 7 dias do início previsto, cabe o pagamento de 50% do projecto.

 

Segurança

Cabe à Produção garantir a segurança do Operador em todas as situações “extraordinárias” de trabalho: trabalho no ar, água, piso irregular, em velocidade (a pé ou montado em veículo).
Cabe à Realização discutir atempadamente com o Operador a melhor maneira de executar em segurança esse tipo de planos.

 

 

TABELAS DE REFERÊNCIA PARA OPERADORES DE STEADICAM / ESTABILIZADORES - 2019

Publicidade*

Vencimento Normal €1450

Hora extra A1 (da 11a à 20a hora) €141

Hora extra A2 (a partir da 21a hora) €230

Hora de Recuperação €230

Dia de Viagem €345

Dia de Repérage €345

*Valores de referência para diárias com equipamento incluído

 

Longas Metragens Nacionais e Séries de Tv Nacionais*

Semana Longa Metragens €2500

Horas €52

Diária €750

Semana Séries de Tv €1500

Diária €600

Horas €33

*Valores de referência para semanas com equipamento incluído CONDIÇÕES GERAIS DE TRABALHO - 2019

 

Horário

9 horas de trabalho + 1 hora de refeição. Por horário de trabalho entende-se o início do dia de trabalho de acordo com a Folha de Serviço e o término do trabalho do Operador inclusive arrumação do equipamento, para todos os trabalho realizados em Lisboa. Para trabalhos realizados fora de Lisboa acresce o tempo de deslocação definido pela produtora.

 

Horas Extra

Serão cobradas horas extras A1 depois da 10a hora de rodagem. Após a 20a são cobradas horas extras A2.

Horas de Recuperação

São consideradas horas de recuperação aquelas que não existam no intervalo de 10 horas entre dois dias consecutivos de trabalho. As horas de recuperação correspondem àquelas que faltam para completar as ditas 10 horas do período de descanso.

 

Hora de Refeição e Horário Contínuo

A hora da primeira refeição deve ocorrer no máximo até à 7a hora depois da convocação. Se tal não acontecer é considerado horário contínuo e da 8a hora em diante são consideradas como horas extras. Se não se verificar a normal pausa de 1h por refeição, será cobrada uma hora extra por pausa não gozada, adicionada no final do horário de trabalho.

 

Segunda Refeição

A partir das oito horas da noite (20:00) ou após a 7o hora da última refeição, deve ser feita uma pausa normal de 1 hora. Se não se verificar a pausa de 1h, será cobrada uma hora extra por pausa não gozada, adicionada no final do horário de trabalho.

 

Preparação de Material

O dia de preparação deve contemplar, sempre que necessário, tempo para o Operador efectuar os testes que considere pertinentes.

 

Deslocações e Estadias

Os dias de viagem são pagos ao valor definido na tabela até 5h de deslocação, mais de 5h é cobrado um dia completo de salário. A estadia é da responsabilidade da produtora, com alojamento em quartos individuais e pagamento de ajudas de custo.

 

Adiamentos / Cancelamentos

Caso o trabalho seja desmarcado a menos de 48 horas do início previsto, deve ser pago 50% do valor do salário diário.
O prazo mínimo para cancelamento na ficção é de uma semana. Se o trabalho for desmarcado a menos de 7 dias do início previsto, cabe o pagamento de 50% do projecto.

 

Segurança

Cabe à Produção garantir a segurança do Operador em todas as situações “extraordinárias” de trabalho: trabalho no ar, água, piso irregular, em velocidade (a pé ou montado em veículo).
Cabe à Realização discutir atempadamente com o Operador a melhor maneira de executar em segurança esse tipo de planos.

Please reload

Segue-nos
  • Facebook Social Icon
Notícias Recentes
Please reload