Editado por Mário Melo Costa

Working conditions ON SET - Camerimage 2019 - PSC

December 27, 2019

 

No Camerimage 2019 reuniram-se representantes de 14 associações de diretores de fotografia para debater propostas que contribuam para melhores condições de trabalho na indústria cinematográfica e para a qualidade de vida dos profissionais. A iniciativa partiu da associação polaca PSC – Polish Society of Cinematographers - confrontada com o abandono de profissionais de excelência na área de imagem, devido ao aumento de precariedade a nível laboral e falta de segurança no trabalho. Poder-se-ia dividir os participantes em várias categorias tendo em conta a segurança no local de trabalho, o respeito pelos horários, honorários, a precariedade em tempos de descanso. Em jeito de sumário seguem alguns apontamentos referidos por cada país, a começar por aqueles cujo exemplo seria salutar seguir: 

 

 

USA

- Grande força e poder dos sindicatos

- Formações de segurança no trabalho às equipas 

- Sindicatos negoceiam os contratos, específicos para diferentes áreas (tv, cinema, publicidade)

 -Acordos renováveis a cada 3 anos

- Segurança é a maior preocupação

- Criaram a aplicação ICG Safety com as regras de segurança (safety guidelines-app), download aqui para iOS ou Android

 

REINO UNIDO

- Boas condições 

- Nomeiam um porta-voz na equipa para garantir as condições de trabalho e segurança durante a rodagem

 

DINAMARCA

- Boas condições a nível de horários, honorários e segurança social

- Director de Fotografia e Realizador partilham co-autoria

 

FRANÇA

- 360 filmes em sala por ano

- 500 filmes para televisão

- Boas condições a nível de horários, honorários e segurança social

- Acordos em televisão são respeitados em cinema nem sempre 

 

ALEMANHA

- Sentimento de frustração pelas condições do sindicato generalista

- Produtores desrespeitam acordos

- Vão criar um sindicato específico para os intermitentes do audiovisual

- Direitos de autor estão a ser debatidos

 

 

PORTUGAL

- Ausência de contratos

- Reduzir a prática da semana de 6 dias

- Falta de tempo adequado e remunerado devidamente na pré e pós-produção

 

 

RUSSIA

- Página no Facebook da Rússia “Fighting for the Light” para denunciarem produtores que propõem trabalho abaixo das tabelas salariais

 

 

SLOVAKIA

- Inexistência de associação

- Precaridade a todos os níveis

 

ESTÓNIA

- Produtores não investem em pré-produção 

- Atrasos, excesso de horas, sem limite regulamentado

- O mercado usa poucos freelancers, preferem-se profissionais contratados pelas empresas (contratos de 3 anos)

- Chefes electricistas conseguiram lutar por boas condições 

- Sem Segurança Social 

 

ESPANHA

- Crise económica instaurou precaridade e desregulamentação generalizada

- Recentemente faleceu maquinista e outro ficou hospitalizado, devido a acidente de trabalho ocorrido na rodagem de uma publicidade

 

ESLOVENIA

- O Estado não apoia o cinema

- Honorários muito baixos

- Directores de fotografia têm direitos de autor reconhecidos mas são obrigados contratualmente a ceder esses direitos aos produtores 

- Reduzir as 12 horas por dia

 

BÉLGICA

- Não tem sindicato

Resumindo, Dinamarca, Reino Unido, França, EUA, foram os países que referiram terem boas condições com acordos de trabalho que funcionam. O resto dos países de forma geral, enfrentam várias dificuldades, horas a mais, remunerações baixas e falta de segurança. A ausência de sindicatos e vontade colectiva, são os maiores obstáculos a um mercado equilibrado e justo.

A profissão do director de fotografia está a mudar, há cada vez mais opções nas decisões finais o que leva a uma necessidade de mais e melhor comunicação durante todo o processo. Há que abraçar os softwares de partilha colectiva para as diferentes fases da produção. E em jeito de partilha fica aqui o vídeo que Steven Polster partilhou com as possíveis consequências letais de operar câmara à mão dentro de veículos. 

Em suma, na maior parte dos países quem está nesta profissão pratica-a por paixão, por “loucura”. Para que possamos manter profissionais experientes e dedicados na indústria durante largos anos, a criar bons filmes e outros produtos da imaginação, há que criar boas condições quer no trabalho quer na vida pessoal e familiar. 

Please reload

Segue-nos
  • Facebook Social Icon
Notícias Recentes

January 17, 2020

Please reload